A estratégia do “Se você for, eu não serei” ainda funciona em Goiás?

Marconi disse a frase acima a pelo menos quatro interlocutores. Alguns acreditam. Outros, não


O movimento não é inédito, mas sempre há quem embarque nele. A cada momento que o governador Marconi Perillo (PSDB) se encontra com um possível adversário ou aliado que almeja o Palácio das Esmeraldas, a conversa é invariavelmente a mesma: "Seja candidato. E se você for, eu não serei", repete Marconi, como um mantra. Há interlocutores que acreditam. Outros, não.

Dois já disseram a interlocutores próximos que não acreditam nesse papo: Iris Rezende (PMDB) e Antonio Gomide (PT). Calejados, ambos sabem que a candidatura de Marconi a um quarto mandato de governador não depende necessariamente da lista de adversários. Depende, talvez, de haver união ou não deles. Algo que Marconi, claro, não entrega nas conversas.

Dois, no entanto, se empolgaram com a isca marconista. Um deles é Júnior Friboi (PMDB). Menos comedido, Friboi já disse isso a vários interlocutores. "Marconi me garantiu e eu aposto: se eu for candidato, ele não será", tem dito a aliados.

Outro que trabalha com essa hipótese, mas com mais cautela, é Henrique Tibúrcio (PSDB). Marconi disse a Tibúrcio que abre mão da candidatura se ele quiser ser o candidato do PSDB. A "OAB Itinerante" está em ação em todo o Estado não por obra do acaso. Há um possível projeto político por trás.

A estratégia de Marconi tem dois objetivos: 1) tentar convencer alguns adversários que ele, Marconi, não é candidato (e por isso não é preciso criticá-lo); 2) fazer com que a oposição lance o maior número possível de candidatos, aumentando as chances do tucano no tabuleiro da eleição.

Vai funcionar? Com alguns, já funciona. Friboi, por exemplo, evita críticas diretas a Marconi. Quando faz uma crítica mais dura, jamais cita o nome do tucano. E com Tibúrcio, Marconi pretende ter ao seu lado uma OAB mais simpática. Se está conseguindo, é outra história.


*Comente este texto:
*Seu nome:
*E-mail (não será publicado):
Site (inclua o http://)
*Preencha a resposta:

* campos obrigatórios. Os comentários são mediados, portanto, aguarde a liberação.

Seja o primeiro a comentar! Use o formulário acima e participe!

 

Qual oposição é mais fraca?
A oposição à presidenta Dilma
A oposição ao governo Marconi
A oposição ao prefeito Paulo Garcia

 

Seu nome:

Seu email:


 



Licença Creative CommonsJornal X 2005 - 2011. Blog do jornalista Eduardo Horácio.
Compartilhe à vontade, mas mantenha os créditos e não altere os textos =D