Presidente do PMDB desmonta Friboi e Mabel


No dia 29 de janeiro, em entrevista ao jornal O Popular, o presidente estadual do PMDB, Samuel Belchior, foi categórico: não existe nenhum acordo entre PMDB e PT para 2014 sobre quem irá indicar a cabeça de chapa. O único acordo é que os dois partidos estarão juntos. No mesmo dia, um dos principais articuladores do PT e secretário forte do prefeito Paulo Garcia, Osmar Magalhães, confirmou que não existe mesmo o tal acordo.

Da forma mais elegante possível, Samuel e Osmar desmontaram a tese do deputado federal Sandro Mabel (PMDB), repetida insistentemente pelo pré-candidato a governador, Júnior Friboi (PMDB). Mabel disse que o acordo foi celebrado em 2010. Mas ele, Mabel, nem no PMDB estava. Era integrante do PR. Mais do que isso: estava na campanha a governador de Vanderlan Cardoso (PR) e nem apoiou Iris Rezende (PMDB). Quem também alega ter participado do acordo foi Júnior Friboi. Mas Friboi, em 2010, estava no PTB e tentou até o último minuto se viabilizar como vice ou candidato ao Senado na chapa marconista. Estava, portanto, longe de PT e PMDB. Se o suposto acordo tiver sido fechado em 2012, Friboi também não estava presente. Em 2012, Friboi estava no PSB e não há uma pessoa que confirme que Friboi fosse testemunha das conversas políticas entre PT e PMDB.

Mas, apesar dos desmentidos, o acordo pode ter existido? Sim, pode. Mas a melhor forma de confirmá-lo agora não é cobrando a fatura em público, mas articulando internamente. Mais nos bastidores, menos em público. Nesse ponto, a estratégia de Samuel e Osmar é mais racional. Entre aliados, a fórmula do afago é sempre mais eficiente que a do confronto. Se for haver algum tipo de aliança entre os dois partidos, essa aliança tem de ser construída diariamente, aos poucos, com cordialidade, elogios de parte a parte e, principalmente, com boa educação. Mais do que as palavras, o tom usado por Mabel e Friboi não ajuda em nada. O fato de Friboi sempre colocar em dúvida um apoio a Dilma Rousseff (PT) e enumerar sucessivos elogios a Ronaldo Caiado (DEM) também atrapalha muito. O marqueteiro Duda Mendonça, em entrevista coletiva no escritório de Friboi, deu a senha para o PMDB. "Dilma tem boa avaliação em Goiás" e "é preciso bom senso". Pingo é letra.


*Comente este texto:
*Seu nome:
*E-mail (não será publicado):
Site (inclua o http://)
*Preencha a resposta:

* campos obrigatórios. Os comentários são mediados, portanto, aguarde a liberação.

Seja o primeiro a comentar! Use o formulário acima e participe!

 

Qual oposição é mais fraca?
A oposição à presidenta Dilma
A oposição ao governo Marconi
A oposição ao prefeito Paulo Garcia

 

Seu nome:

Seu email:


 



Licença Creative CommonsJornal X 2005 - 2011. Blog do jornalista Eduardo Horácio.
Compartilhe à vontade, mas mantenha os créditos e não altere os textos =D